quarta-feira, 14 de novembro de 2012

"I didn't even cry
Cuz pieces of me had already died"

M

sábado, 10 de novembro de 2012

A verdade é que as palavras não se têm ligado como eu quero, quando eu quero e preciso que o que digo faça sentido. Sinto mil e uma coisas a quererem fugir-me para o papel e numa tal rebeldia de  poderem escapar quando chegam à escrita já nada tem lógica porque se partiu em pedaços que separados não têm significado ou valor.
Acho que me ando a partir em bocados e, de vez em quando, sou como as palavras que quero escrever: sem todas as pequenas peças fico sem sentido e afogo-me em silêncio ou falo demais sem, na verdade, dizer nada.
Não sei, acho que as minhas páginas não se têm virado, ando a reescrever-me sobre linhas que já escrevi antes e há páginas que já não se conseguem ler.


M

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

"I'm thankful for my years spent with this family, for everything we shared, every chance we had to grow. I'll take the best of them with me and lead by their example wherever I go. A friend told me to be honest with you and so... here it goes: this isn't what I want but I'll take the high road. Maybe it's because I look at everything as a lesson... or because I don't want to walk around angry... or maybe it's because I finally understand. There are things we don't want to happen but have to accept, things we don't want to know but have to learn and people we can't live without but have to let go. "


M

quinta-feira, 1 de novembro de 2012